sexta-feira, 7 de março de 2008

Um grande exemplo de dignidade humana.


Os 93 anos de Seu Antonio Aniceto marcaram uma
verdadeira epopéia, na recente história de Farias Brito.

Figuras especiais, carregando a tiracolo seus familiares,
aportaram os Ginos e os Aniceto na nossa cidade,
mais ou menos nos anos sessenta do século passado,
com uma missão planejada. Expandir seus negócios,
e difundir os ensinamentos que a sua religião pregava.

No meio de uma população tradicionalmente católica,
a cidade mais parecia um campo de guerra, com o pároco
a comandar um verdadeiro exército de fanáticos seguidores.
Aos gritos provocativos, e centenas de bandas de tijolos atiradas,
o pobre abrigo familiar dos Aniceto mais parecia uma casamata,
ou um abrigo antiaéreo.

Nada disso amedrontou, porém, aquela figura de corpo franzino,
mas de um coração de leão. Fincou a sua bandeira
da fé e do trabalho, e com dedicação, amor, e muito respeito,
conquistou os seus objetivos, plantando no nosso solo
as mais bonitas sementes.

Aos noventa e três anos, com o vigor de uma criança,
passeia pelas ruas de nossa cidade, de peito aberto,
cabeça levantada, lucidez, e uma oratória religiosa consciente,
só igualada aos grandes mestres da conquista, e do convencimento.

A esse mestre temos muito a agradecer, pelos ensinamentos
de como vencer pela persistência, e pela sabedoria.

Elmano Rodrigues Pinheiro.

Postar um comentário