quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Salário mínimo previsto para 2015 será de R$ 788,06, diz ministra

Valor consta no projeto da Lei Orçamentária entregue pelo governo.
Ministra do Planejamento levou o projeto ao presidente do Senado.

Salário mínimo previsto para 2015 será de R$ 788,06, diz ministra

Priscilla Mendes Do G1, em Brasília
A ministra Miriam Belchior entrega ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o projeto de lei orçamentária (Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)A ministra Miriam Belchior entrega ao presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o projeto de lei orçamentária (Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)
A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, anunciou nesta quinta-feira (28) que o Projeto de Lei Orçamentária elaborado pelo governo prevê salário mínimo de R$ 788,06 a partir de 1º de janeiro de 2015. O valor representa um reajuste de 8,8% em relação aos atuais R$ 724.
Belchior fez o anúncio após entregar o projeto da Lei Orçamentária ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Depois de ser entregue ao Congresso, o projeto passa pela análise da Câmara e do Senado e pode sofrer alterações antes de ser aprovado.
Segundo a assessoria da ministra, o impacto do aumento do salário mínimo nas contas públicas, com o pagamento de benefícios, será de R$ 22 bilhões em 2015.
O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).
“O salário mínimo previsto no Orçamento para 2015, a partir de janeiro de 2015, será de R$ 788,06. É a regra que está estabelecida de valorização do salário mínimo”, disse a ministra do Planejamento ao deixar o gabinete do presidente do Senado. O valor é superior à previsão inicial, de R$ 779,79, divulgada em abril passado.
A auxiliar da presidente Dilma Rousseff disse que as “grandes prioridades” do projeto são as áreas de saúde, educação, combate à pobreza e infraestrutura. O prazo para que o Executivo envie sua previsão de como vai arrecadar e gastar os recursos públicos termina sempre no dia 31 de agosto, conforme determina a lei.
Tramitação no Congresso
A ministra Miriam Belchior pediu ao presidente do Senado uma “análise rápida” da proposta na Casa, de modo que seja aprovada até o final do ano, prazo que não precisa ser cumprido obrigatoriamente pelo Congresso Nacional. Ainda assim, Renan Calheiros confirmou que o parlamento deverá votar o Orçamento até o final do ano, apesar de o Legislativo estar em recesso branco devido ao período eleitoral.
"Esse é o desafio, votar o Orçamento até o final do ano. Vamos certamente ter um ano mais difícil em 2015 e é fundamental que tenhamos orçamento com começo, meio e fim, exequível, para que o país possa retomar a confiança. Vamos ter que otimizar o período que vai do final da eleição até o recesso do final do ano. Mas nós temos que entregar o Orçamento, esse é o dever fundamental do Legislativo", declarou o senador do PMDB após o encontro com a ministra do Planejamento.
“Coloquei toda a equipe do Ministério do Planejamento à disposição do Congresso Nacional para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e possa votá-lo até o final do ano, prazo com o qual o presidente do Senado confirmou que é possível fazer”, declarou Miriam Belchior.
Outros detalhes sobre a proposta orçamentária, segundo Belchior, serão dados durante coletiva de imprensa no Ministério do Planejamento.
O Congresso Nacional ainda não aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, que deveria servir de base para a elaboração pelo Executivo da proposta orçamentária. Deputados e senadores entraram em recesso informal, chamado “recesso branco”, para poderem se dedicar à campanha eleitoral nos seus estados e só deverão retomar as atividades plenas nas casas após o segundo turno, marcado para 26 de outubro.
A Constituição determina que o recesso oficial do Legislativo só poderia ocorrer se os parlamentares aprovassem a LDO até o último dia de trabalho do semestre (neste ano, 17 de julho).

 

Governo amplia Fies para pós-graduação e anuncia R$ 5,4 bi

Medida Provisória com crédito extraordinário de R$ 5,4 bilhões foi publicada ontem no Diário Oficial da União. Capes diz que ainda está em fase de catalogação das instituições que queiram ofertar as vagas por meio do Fies

Flávia Oliveiraflavia@opovo.com.br

Segundo o Ministério da Educação, 31,6 mil alunos matriculados em mais de 600 programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) podem ser beneficiados em 170 instituições privadas brasileiras.

Não farão parte do programa os cursos de pós-graduação lato sensu (especialização e MBA) nem ensino a distância. Os alunos que possuem bolsa do Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (Prosup) também não poderão solicitar o financiamento.

Funcionamento
O princípio é o mesmo do Fies da graduação. Após a matrícula, o aluno pede o financiamento de 50% ou 100% das mensalidades do curso. A renda familiar mensal bruta precisa ser de no máximo 20 salários mínimos (R$ 14.480). As demais informações, como data de início da oferta de vagas, ainda não foram divulgadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Segundo o órgão, o Fies da pós-graduação está em fase de catalogação das Instituições de Nível Superior (IES) que querem ofertar as vagas.

“Era uma reivindicação antiga do setor educacional privado, que precisam de mais professores com mestrado e doutorado nos seus quadros”, aponta Airton Oliveira, presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe).

“Além disso, o acesso aos programas de mestrado e doutorado das universidades privadas dão uma nova perspectiva em relação ao mercado de trabalho, pois não estão focados somente na área acadêmica, como as públicas”, complementa.

Segundo Marco Aurélio Patrício, coordenador dos cursos de pós-graduação da Faculdade 7 de Setembro (FA7), a competitividade do mercado de trabalho demanda a ampliação do Fies. “A ampliação do acesso ao Fies é imprescindível para o aluno que se depara com um nível de exigência cada vez maior do mercado, como é o caso dos profissionais das áreas de tecnologia e educação, que precisam de uma educação continuada”.

Ele cita que há empresas que incentivam a continuidade na formação de seus profissionais. “A Volkswagen, por exemplo, dá um prazo de quatro anos para que seus colaboradores façam uma pós. Essa é uma exigência cada vez mais comum em outras empresas”.

Segundo Alípio Leitão, economista e diretor geral da Mesométrica, a oferta de mestrado e doutorado no Ceará ainda é restrita. “Em Fortaleza, as instituições que podem oferecer os cursos de mestrado e doutorado são a Universidade de Fortaleza (Unifor) e os centros universitários da Unichristus e Estácio FIC”, indica Alípio Leitão, economista e diretor da consultoria Mesométrica Análise. “A diferença dos centros universitários para as faculdades é que eles possuem autonomia para criar novos cursos”, explica.

Crato-CE: Inaugurados Samu e novo prédio da Delegacia de Polícia Civil

Robson Roque
Inaugurações se deram com a presença do Governador Cid Gomes (Foto: Cícero Valério/Agência Miséria)
A Delegacia de Polícia Civil do Crato ganhou novas instalações na tarde de terça-feira (26). A inauguração do prédio contou com a presença do Governador do Estado do Ceará Cid Ferreira Gomes e autoridades militares e civis do município.

A nova delegacia passa a funcionar na Rua Rui Barbosa ao lado do Parque de Exposições da cidade. Presente à inauguração, Pedro Jorge Alves, delegado do Sindicato de Policiais Civis (Sinpol) do Cariri, reclamou do espaço que não comportaria todos os serviços relacionados à demanda municipal.

“Se uma pessoa for fazer uma denúncia mais íntima, não vai poder nem falar porque está no meio do povo. (O prédio) Não comporta todos os funcionários”, afirmou.
Salas onde são realizados os registros de Boletins de Ocorrência (Foto: Cicero Valério/ Agência Miséria)


Samu também foi inaugurado:
A cidade cratense recebeu, também nesta terça-feira, a unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que vai funcionar no bairro Alto da Penha. O Samu de Crato contará com quatro ambulâncias, sendo uma delas uma Unidade de Terapia Intensiva.

Sete médicos, dez técnicos e outros sete enfermeiros além de outros profissionais foram treinados para fazer parte da unidade. “Sem dúvida, são grandes os benefícios com os atendimentos realizados em casos de acidentados, da forma correta, com redução de óbitos e sequelas dos traumas”, disse o Governador Cid Gomes.

 
Sede do Samu está localizada no bairro Alto da Penha (Foto: Enviado pelo WhatsApp)

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Ceará: Quadrilhas atacam 280 propriedades rurais

Antônio Carlos Alves
Conforme relatos das vítimas, o furto de animais, incluindo bovinos, ovinos, caprinos e suínos, tornou-se um tipo de ocorrência praticamente diário nas propriedades rurais de Canindé. (Foto: Antônio Carlos Alves)
Donos de propriedades rurais, agricultores, criadores de gado, ovinos e caprinos dos municípios de Canindé, Caridade, Itatira, Paramoti, Madalena, Choró e Aratuba estão revoltados com a onda de roubos de animais, motores de irrigação e fios elétricos, que vem assolando a região desde o ano passado. Mais de 280 produtores já foram vítimas das ações criminosas de quadrilhas especializadas nesse tipo de crime nos municípios mencionados. Uma reunião com autoridades ocorreu na última semana, em Canindé, para discutir o problema.

Os prejuízos ainda não foram contabilizados, mas os proprietários de sítios e fazendas estão assustados, pois muitos deles já foram assaltados mais de três vezes. O alvo principal das quadrilhas é a zona rural desses municípios, onde o policiamento ostensivo não está presente. As grandes distâncias entre as propriedades atacadas e as sedes dos municípios dificultam ainda mais o trabalho preventivo da Polícia nos locais.

Cercas elétricas

A situação, segundo as vítimas, "está ficando incontrolável". A reportagem constatou a instalação de cercas elétricas artesanais (gambiarras) em algumas propriedades com o objetivo de tentar se proteger dos bandidos. Em outras, os fazendeiros chegaram a contratar seguranças armados. Essa é, segundo eles, uma das saídas para intimidar os grupos de assaltantes. Em muitos casos, a ousadia dos bandidos chama a atenção até da Polícia.

Diante dos fatos, autoridades da Segurança Pública, criadores e representantes de classe reuniram-se no auditório da Prefeitura de Canindé, na última sexta-feira (22), para discutir formas de combate ao número crescente de furtos de animais no interior do município. A iniciativa do encontro foi do secretário de Desenvolvimento da Cidadania, Segurança e Transporte (Sedecist), Carlos Alberto Moreira Martins, e contou com a presença do comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar sediado em Canindé, tenente-coronel Natanael Soares, além do capitão Válber Ferreira, delegada de Polícia Civil, Gisele Martins, e o prefeito Celso Crisóstomo. Participaram do encontro cerca de 30 agropecuaristas que se dizem prejudicados.

Carlos Alberto Martins abriu a pauta fazendo uma estimativa do número de animais roubados somente este ano na zona rural de Canindé, de acordo com relatos de criadores. Em seguida, o prefeito Celso Crisóstomo destacou que o prejuízo atinge também a economia do município e manifestou seu apoio no combate a esse tipo de crime. "É mais do que necessário investigar, descobrir e punir os infratores. Estamos do lado da comunidade e queremos solução para esse grave problema", afirmou.

O tenente-coronel Natanael Soares ouviu relatos das vítimas e determinou que fosse realizado um mapeamento dos casos, visando facilitar o trabalho da Polícia Militar. Para o oficial, a cooperação da própria comunidade é fundamental no trabalho das forças policiais. "É preciso o engajamento de todos para realizarmos uma operação com status de força-tarefa contra essa onda abusiva de roubos", frisou.

A delegada Gisele Martins tem a mesma opinião e destacou que, com frequência, as vítimas de roubo de animais não cumprem seu papel de comunicar o fato à autoridade policial e registrar o Boletim de Ocorrência (B.O). "Prestar queixa na Delegacia é muito importante para o trabalho da Polícia", afirmou.

Animais

Não há estatística oficial de quantas cabeças já foram levadas, mas, conforme relatos das vítimas, o furto de animais, incluindo bovinos, ovinos, caprinos e suínos tornou-se um tipo de ocorrência praticamente diária nas propriedades rurais de Canindé. Criadores veteranos afirmam ter perdido dezenas de cabeças de gado de uma só vez.

"A partir dessas denúncias é que tivemos a ideia de nos reunir com as demais autoridades e adotar um conjunto de medidas visando reprimir esse tipo de crime. Com o que foi discutido hoje, acredito que já dispomos de melhores condições para traçar um plano conjunto e eficaz de ação", avaliou o secretário Carlos Alberto Martins.

Fonte: Diário do Nordeste

TRE envia últimos lotes de urnas eletrônicas para o interior do Ceará

Durante toda semana urnas serão transportadas para o interior.
Ao todo, 17.800 devem ser distribuídas no interior.

Do G1 CE
O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) entrega, a partir nesta segunda-feira (25), novos carregamentos de urnas às zonas eleitorais de Cascavel, Beberibe, Aracati, Aquiraz, Pacajus, Independência, Novo Oriente, Tauá e Parambu.
Um segundo roteiro está previsto para a terça-feira (26), as urnas seguem para os municípios de Barro, Juazeiro do Norte (28ª ZE e 119ª ZE) e Caririaçu. Na quinta-feira (28), outro lote de urnas sairá de Fortaleza para as zonas eleitorais de Capistrano, Itapiúna, Quixadá e Quixeramobim.

Segundo o TRE-CE, esses são os últimos carregamentos de urnas eletrônicas de Fortaleza para o interior visando às próximas eleições. Ao todo, serão distribuídas 17.800 urnas para o interior – 11.500 partindo da capital.
As outras 6.300 urnas serão distribuídas, a partir de roteiros com saídas de três centrais de armazenamento das zonas eleitorais de Itapipoca (trabalho já finalizado), em direção à região norte, e Limoeiro do Norte e Iguatu, para o centro-sul do estado. Esses dois últimos têm saídas programadas para os dias 25, 26 e 28 de agosto, cumprindo os seguintes roteiros:
Origem Limoeiro do Norte
Roteiro: saída no dia 25 de agosto
Zonas – Morada Nova, Russas e Jaguaruana
Roteiro: saída no dia 26 de agosto
Zonas – Tabuleiro do Norte, Alto Santo, Iracema, Pereiro e Jaguaribe
Roteiro: saída no dia 26 de agosto
Zonas – Jaguaretama, Solonópole, Senador Pompeu e Pedra Branca
Origem Iguatu
Roteiro: saída no dia 28 de agosto
Zonas – Orós, Icó, Lavras da Mangabeira e Cedro
Roteiro: saída no dia 28 de agosto
Zonas – Várzea Alegre, Farias Brito, Crato e Nova Olinda
Roteiro: saída no dia 28 de agosto
Zonas – Jucás, Cariús, Saboeiro, Aiuaba, Assaré, Campos Sales e Araripe

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Festa para "Mãe das Dores" inicia ciclo de romarias em Juazeiro

Devido ao período eleitoral, auxílios ao transporte de romeiros é visto como fator para aumento de público


Image-1-Artigo-1684422-1
Durante todos os dias de novena, fiéis acompanham as missas na basílica de Nossa Senhora das Dores, abrindo o calendário de romarias na cidade
Image-0-Artigo-1684422-1
Fiéis lotam a igreja para celebrar Nossa Senhora das Dores. A festa recebe, neste ano, reforço e acontece na fase de discussão para que seja criado o Conselho Permanente das Romarias. O movimento aumenta a cada ano
fotos: Elizângela santos
Juazeiro do Norte. A festa de Nossa Senhora das Dores inicia o ciclo das grandes romarias na 'terra do Padre Cícero'. Neste ano, a cidade deverá receber maior número de romeiros durante o período de realização da festa da padroeira. Segundo a Secretaria de Cultura e Romaria, a meta é de cerca de 400 mil romeiros. Uma das justificativas para o período, que acolhe em média de 300 a 350mil pessoas, será a fase eleitoral, em que os romeiros contam com auxílios para a viagem.
A festa de Nossa Senhora das Dores recebe esse ano reforço e acontece na fase de discussão para que seja criado o Conselho Permanente das Romarias. Na semana passada, na reunião de organização da romaria, foi debatida a efetivação do conselho. De acordo com a secretária de Cultura e Romaria, Marli Bezerra, diversos segmentos da sociedade e instituições terão participação, para a formação de um grupo responsável para esse trabalho. Uma comissão permanente já foi criada para realizar a organização.
Crescimento
A romaria da 'Mãe das Dores' é uma das mais festejadas. A abertura da festa acontece no dia 1º, com a programação religiosa. Esse ano, nota-se uma movimentação maior, conforme a secretária, mesmo antes de começar os festejos à padroeira. O crescimento das romarias tem sido notório, conforme a secretária.
Uma das preocupações colocadas durante a reunião foi o transporte dos romeiros nos paus-de-arara, já que nesse período das eleições há maior facilidade de passarem pelos postos de fiscalização e, após, há maiores restrições. Segundo a secretária, essa questão vem sendo debatida há vários anos, inclusive, buscando a alternativa de melhor acomodação e segurança para os romeiros, mesmos nesse tipo de transporte mais precário, mas que se tornou uma tradição. "Muitas pessoas não têm outra alternativa para vir ao Juazeiro, por conta das condições financeiras. Então deve ser debatida uma viagem segura e com valor acessível", afirma. O Ministério Público vem acompanhando há alguns anos o processo e organização e recepção dos romeiros. A reclamações maiores dos visitantes diz respeito à hospedagem na cidade. Quanto a isso, a fiscalização, conforme o órgão, tem se tornado mais efetiva, e há uma sensível melhora nesses locais de movimentação.
O processo de organização dos barraqueiros terá continuidade, com a instalação dos vendedores no Mercado dos Romeiros, desobstruindo as ruas principais como as São Pedro e Padre Cícero. Será criado neste ano um serviço a mais para auxiliar os romeiros, com uma equipe destinada a trabalhar com orientação aos visitantes. Um espaço na praça do Cinquentenário, no bairro Socorro, à entrada da Secretaria de Cultura e Romaria será utilizado para 'achados e perdidos'. No local também será iniciado um trabalho de captação de registros, por meio de vídeos, dos relatos dos milagres do Padre Cicero pelos romeiros. A meta é ter documentos favoráveis e que possam reforçar o pedido de reabilitação do sacerdote.
Segurança
A segurança contará com um reforço de mais de 80 policiais, segundo Marli Bezerra. Ela disse que um contingente de policiais também será garantido na procissão dos carros, que acontece no dia 14, data anterior à grande procissão da padroeira, com o desfile dos carros da romaria, uma forma de homenagem à santa e agradecimento à recepção pelos fiéis. O cortejo será iniciado às 15 horas, com concentração dos veículos prevista para ocorrer a partir das 13 horas.
Uma das preocupações quanto ao evento, realizado de forma voluntária pelos visitantes, é que no ano passado muitos romeiros chegaram a ser agredidos no percurso que sai com veículos de Barbalha e segue pelo Triângulo, passando pelo bairro Santa Teresa e Centro, até a praça do Romeiro, de frente à Basílica de Nossa Senhora das Dores.
Mesmo com a forma de agradecimento carinhosa dos fiéis, que jogam bombons pelas ruas, algumas pessoas atiraram pedras contra os carros. Outro romeiro, segundo a secretária, chegou a ser agredido num assalto. O mês se estende com homenagens, como a procissão dos carroceiros, que acontece no domingo dia 7 de setembro.
Abastecimento
Mesmo com a festa iniciada no dia 1º, a data da romaria fica estabelecida para os cinco últimos dias da festa. As reservas das hospedagens ficam em sua grande maioria para os três últimos dias. A maior parte no Centro e no bairro Socorro. O abastecimento de água pela Cagece nessas áreas será intensificado, segundo o órgão, por conta do consumo que aumenta consideravelmente nessas áreas.
A procissão de encerramento da festa acontece no dia 14 com mais de 80 mil pessoas, saindo da Basílica às 17 horas, com missa celebrada ás 15 horas. A despedida dos romeiros na Basílica será às 12 horas. A romaria de Nossa Senhora das Dores abre o calendário de festejos dos romeiros com as grandes romarias em Juazeiro do Norte ao Padre Cícero e à 'Mãe das Dores'.
A festa tem como grande incentivador o próprio sacerdote, que era um devoto da santa. É a segunda maior em número de romeiros, conforme a Igreja. A primeira acontece pouco mais de um mês de depois, com a 'Romaria de Finados', de 29 de outubro a 2 de novembro, todas com características diferenciadas. A concentração é de mais de 500 mil pessoas.
Nesse período, as hospedagens acontecem até mesmo em bairros mais distantes do Centro, como no Novo Juazeiro. Há uma grande participação de fiéis no bairro Franciscanos. No Santuário de São Francisco há uma organização especial para recepção do público. Em janeiro começa a terceira maior romaria, com a festa de Nossa Senhora das Candeias, que vai até 2 de fevereiro. Nesta são mais de 250 mil pessoas.
Mais informações:
Secretaria de Cultura e Romaria de Juazeiro
Memorial Padre Cícero
Praça do Cinquentenário, s/n
Centro
Juazeiro do Norte - CE
Telefone (88) 8877.3402
Elizângela Santos
Repórter

Casas de taipa ainda são comuns no interior do CE, mesmo inadequadas

Casas não oferecem segurança e podem abrigar o besouro barbeiro.
Brasil ainda tem cerca de 900 mil casas de taipa, diz estudo do IBGE.

Do G1 CE
Cerca de 900 mil famílias ainda vivem em casas de taipa, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As casas de taipa têm paredes de barro, sustentadas por estacas e não oferecem condições adequadas de moradia, segundo arquitetos. No interior do Ceará e Região Metropolitana de Fortaleza, as casas de taipa ainda são comuns.
Algumas casas de taipa perduram por gerações na mesma família, mas elas são inseguras e correm risco de desabar em período de chuva ou vento forte. Em Barbalha, Francisca Lima conseguiu construir uma casa de alvenaria após conseguir um empréstimo. Em 2013, a casa de taipa dela desabou com as chuvas.
Vizinha a ela, a filha continua morando em residência de barro, que tem a estrutura comprometida. A própria Regina Francisca de Lima, filha de Francisca, construiu a casa e teme por sua segurança. “Quando chove, goteja muito e está perigoso. Tudo que eu quero na minha vida é uma casinha de tijolo”, diz.

Dona Maria também se assustou quando viu parte da casa dela desabar, mas por falta de opção continua morando na mesma residência, agora sustentada por estacas. “Eram umas quatro da manhã, uns correram logo. No outro dia nós colocamos a telha”, diz.
O arquiteto Diego Zaranza explica que a casa de taipa causa poucos impactos ambientais, é suficiente para amenizar o calor, mas não critérios técnicos para ser erguida, e por isso é insegura. As camadas de barro também têm rachaduras, que podem servir de abrigo para o barbeiro, inseto causador da doença de chagas.
“Pra uma família que não tem nenhuma condição pra construir uma casa, o ideal seria realmente construir a taipa, mas com uma orientação técnica, que talvez o governo devia estar fornecendo para essas famílias”, diz o arquiteto.
Dona Ramilda se mudou da casa de taipa depois que já tinha sido vítima da doença de Chagas. Ela só descobriu porque foi doar sangue. Hoje, teme pelos filhos. "Vou pedir ao médico para dar encaminhamento para fazer os exames porque a gente tem muito medo dessas coisas do barbeiro", contou.
Conseguir morar numa casa de tijolo antes de contrair a doença de Chagas é um sonho para quem ainda vive entre paredes de barro: "Se puder escolher, claro que a pessoa mora em uma casa mais segura".

domingo, 17 de agosto de 2014

Nutricionista é a profissão que mais cresceu entre os candidatos em 4 anos


Sobe e desce das profissões entre as eleições de 2010 e de 2014
A profissão de nutricionista foi a que mais cresceu nos registros dos candidatos entre as eleições de 2010 e de 2014, segundos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Há quatro anos, apenas dois concorrentes registraram a ocupação. Neste ano, o número subiu para 17, o que representa uma alta de 750%.
Proporcionalmente, nenhuma outra profissão teve uma elevação como a de nutricionista, mas outras 124 ocupações também registraram alta. Entre elas, estão a de esteticista (133,3%), empregado doméstico (100%), manicure e maquilador (90%) e dona de casa (69,7%).
Além disso, 88 profissões tiveram queda entre as eleições. Há quatro anos, 1.258 candidatos registraram a ocupação de comerciante. Hoje, o número é de 1.154, uma queda de 8,3%. As baixas foram maiores em outra profissões, como agricultor (10,4%), engenheiro (19,9%), cobrador de ônibus (31,6%) e veterinário (34,8%).


Fonte: G1