quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Morre, aos 71 anos, o cantor brega Genival Santos

Músico tinha câncer de pulmão e estava internado há um mês

O cantor brega Genival Santos morreu nesta terça-feira, à tarde, em Fortaleza, aos 71 anos. Com uma discografia das mais conhecidas no Brasil, Genival Santos lutava contra um câncer no pulmão. Internado há um mês no Hospital de Messejana, em Fortaleza, o músico não resistiu à doença.
 
As músicas mais executadas nas rádios brasileiras de Genival Santos são Sendo AssimSe Errar Outra VezEu Lhe Peguei no FlagraEspelho FielPeço Bis,Preciso Parar Pra PensarSe For Preciso e Crucificado do Amor.
 
Ele ainda foi Intérprete de Cada Coração Sabe o Que QuerRosa Amarela,Carimbó da MeninaVem Morar ComigoMenina da Praia e Eu Não Sou Brinquedo. Genival Santos vendeu mais de 5 milhões de discos. Nascido na Paraíba, o músico morava na capital cearense há 30 anos. A família marcou o enterro para esta quarta-feira, no Parque da Paz, em Fortaleza.

Documentário lança nova luz sobre a música brega
Caixa recupera quatro discos essenciais de Odair José dos anos 1970
10 documentários sobre música para assistir agora no Netflix

De acordo com informações de produtores do cantor, ele lançou 28 discos e vendeu cinco milhões de cópias ao longo de sua carreira. 

Prazo para vacinar rebanho contra Aftosa termina 3 de dezembro no CE

A média da dose de vacina está R$ 1,70.
A não vacinação do rebanho trará aos criadores a inadimplência.



Á

Do G1 CE
Os criadores de rebanho bovino têm até o dia 3 de dezembro para vacinar rebanho contra a Aftosa.  A não vacinação do rebanho trará aos criadores a inadimplência, acarretando assim nas sanções legais como multa e a não autorização da emissão da guia de trânsito animal (GTA) para os criadores que não vacinaram o rebanho.
A média da dose de vacina está R$ 1,70 e a multa para aqueles criadores inadimplentes está em torno de R$ 16,00 por cabeça.

Segundo o secretário adjunto do Desenvolvimento Agrário, Antônio Amorim, esses encontros fortalecem a campanha. "A campanha não pode esfriar, ela tem que ser cada vez mais positiva para que nós mantenhamos esse status de reconhecimento internacional”.
Para o presidente da ADAGRI, Augusto Júnior, quanto mais cedo adquirir a vacina e imunizar seus animais e declarar melhor. “Nós clamamos aos produtores que venham declarar a vacinação, aqueles que já vacinaram. E para aqueles que ainda não vacinaram, ainda faltam 15 dias.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Ranking coloca Fortaleza como 7ª cidade mais violenta do mundo

É o segundo ano seguida que Fortaleza aparece nessa posição.
Ranking é feito por órgão do México e considera a taxa de homicídios.

Do G1 CE
Pelo segundo ano seguido, Fortaleza foi considerada a 7ª cidade mais violento do mundo pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Penal, do México. O ranking do órgão é feito com base no número de homicídios da cidade em proporção à população. Em 2013, a taxa de Fortaleza foi de 72,8, segundo o conselho. No Brasil, a cidade mais violenta segundo o índice éMaceió, capital de alagoas, com índice 79,76.
Em 2013, Fortaleza também aparecia no ranking do órgão mexicano como a sétima cidade mais violenta do mundo. Em 2012, a capital cearense ocupava a posição de número 12. San Pedro Sula, em Honduras, aparece pelo terceiro ano seguido como a cidade mais violenta do mundo, com taxa de homicídios de 187 homicídios por 100 mil habitantes.
Violência no Ceará
O Ceará tem a segunda maior taxa de homicídio do Brasil, de acordo com estudo divulgado nesta terça-feira (11) no Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em São Paulo. O evento marcou a divulgação da 8ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.
De acordo com dados divulgados no fórum, o Ceará teve em 2013 uma taxa de homicídio de 48,3, atrás apenas de Alagoas, 64,7. São Paulo e Santa Catarina tiveram os menores índices, 10,8. O número considera o número de mortes violentas a cada 100 mil habitantes.
Em 2013, o Ceará registrou 4.449 homicídios, uma média de um assassinado a cada duas horas, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE). No Brasil, 50.806 pessoas foram vítimas de homicídios dolosos no Brasil no ano passado. Isso corresponde a 5,8 pessoas assassinadas a cada hora.

IFCE oferta 395 vagas para cursos técnicos no interior cearense

Inscrições estarão abertas a partir desta segunda-feira (17).
Taxa de inscrição custa R$ 40,00.


O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) recebe a partir da próxima segunda-feira (17) as inscrições para a seleção de cursos técnicos nos campi de Aracati, Camocim e Crato. São ofertadas 395 vagas para o primeiro semestre de 2015. Os registros devem ser feitos exclusivamente no site do IFCE. A taxa de inscrição custa R$ 40,00. Candidatos que concluíram todo o Ensino Médio em escola pública, que estão inscritos no Cadastro Único do Governo Federal ou que possuam baixa renda, podem pedir a isenção da taxa de inscrição entre os dias 17 e 26 novembro.
Na cidade de Aracati, as oportunidades são para os cursos integrados em petroquímica, para estudantes que irão cursar o Ensino Médio junto com a formação profissional no IFCE, e para formações concomitantes em aquicultura, informática e eventos, para alunos que concluíram o primeiro ano do Ensino Médio e que irão cursar a formação técnica na instituição de ensino e o Ensino Médio em uma escola regular.

Em Camocim, a seleção é para o curso técnico em restaurante e bar na modalidade subsequente, ou seja, para alunos que já concluíram o Ensino Médio. No campus da cidade do Crato, as opções são os cursos de agropecuária, nas modalidades integrado e subsequente, e o curso de informática para a internet, na modalidade integrado. As provas serão aplicadas no dia 4 de janeiro de 2015.

Ematerce realiza dia de campo amendoim


 
 Técnico da Ematerce Antônio Porto falando para agricultores e técnicos sobre amendoim

 A Ematerce , escritório local do Crato, realizou no dia 11 de novembro de 2014, no distrito de Monte Alverne,um dia de campo sobre amendoim, com foco na produção aplicando tecnologias, incluindo também reunião de sensibilização com o público beneficiário, alertando sobre as tecnologias essenciais para o plantio, demonstração de método sobre curva de nível e aplicação de calcário, conforme recomendação de análise de solo. As práticas disponibilizadas no evento fizeram parte da metodologia aplicada anteriormente tais como:seleção de agricultores para inclusão no programa Hora de Plantar 2015, com foco na cultura do amendoim;coleta de amostras do solo e envio para analise,na Embrapa e discussão dos resultados com os beneficiários.


Este trabalho objetiva  alcançar  novas áreas para plantio, incentivo e sensibilização para a atividade, agregação de valor ao produto e incremento de renda para as famílias rurais.


O município do Crato tem um histórico de produção da cultura do amendoim bastante expressiva no Estado porém, perdeu áreas por  diversos motivos tais como:  baixas precipitações pluviométricas, falta de sementes adequadas e difícil aquisição, em quantidades significativas, para plantios e  erosão genética das cultivares locais. Através do trabalho de revitalização da cultura do amendoim, pretende-se aliar frentes de enfrentamento às questões inerentes a cadeia produtiva do amendoim, partindo-se do manejo adequado da cultura ,para posterior ação na área da agro industrialização, favorecendo melhor oferta de produtos oriundos da atividade.

 
 Demonstração de preparo de solo para plantio de amendoim


A partir deste contexto, a Ematerce constatou a necessidade de implementar parcerias que viessem otimizar a produção , citando a Secretaria do Desenvolvimento Agrário – S.D.A. , Embrapa, Secretaria de Agricultura  do Crato, agentes financeiros, além da Associação dos Produtores e Produtoras de Amendoim e Outras Oleaginosas do distrito de Monte Alverne – APPAOODMA, através do presidente Expedito Ferreira .


 Participaram do evento, agricultores, técnicos ligados a extensão rural, autoridades e agentes financeiros. Representando a Secretaria do Desenvolvimento Agrário- S.D.A. participou Itamar Marques, Elcileide Mendonça – gerente regional da Ematerce Cariri Central, Antônio Porto , gerente local da Ematerce em Crato, Enrile Pinheiro , Secretário de Agricultura do Crato, Luiz Gonzaga,gerente do Banco do Brasil. Participaram ainda agentes de Ater dos municípios do Crato e Farias Brito: José Martinez e Renan Costa, além dos  técnicos do Crato , Nayara Ferreira, Moisés Domingos, Murilo Nogueira, Claudenísio Ribeiro, Raul Frutuoso, Adriano Saraiva e o  extensionista da Ematerce de Boa Viagem , Luiz Alberto .

 Assessoria de Comunicação da Ematerce
(85) 32177872

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Água do Rio São Francisco chegará à barragem do Jati a partir de 2015


Obras de transposição
Água do Rio São Francisco chegará à barragem do Jati a partir de 2015

0
Elizângela Santos
A obra é prometida pelo MIN como essencial para combater os efeitos da seca. (Foto: Elizângela Santos)
A Barragem de Jati deverá receber água no segundo semestre do próximo ano. Com a fase de testes iniciadas no Projeto da Transposição do Rio São Francisco, avançam os serviços nas estações de bombeamento, para os testes na área energética, no eixo leste da obra. A fase seguinte será o encaminhamento das estações de bombeamento no eixo Nordeste, onde se encontra em construção a Barragem de Jati, no Cariri cearense.

No trecho de Jati mais de 400 pessoas estão trabalhando na obra, a maioria dela, jovens da própria região e do município. Há mais de um ano, que o trabalho segue o ritmo contínuo, com turnos 24 horas. A meta é concluir os serviços até o fim de 2015. Iniciada em 2007, a obra deveria estar pronta em 2010.

O titular do Ministério da Integração Nacional (MIN), Francisco Teixeira, que recentemente esteve na região, disse que são mais de 500 metros de eixos, canais, barragens, aquedutos e tubulações que estão sendo feitos.

Testes

Quase 11.500 pessoas trabalham na obra e está sendo colocada água no eixo leste, que não vem para o Ceará e atende o sertão pernambucano e a Paraíba. São os primeiros 15 quilômetros de canal testados, com a estação de bombeamento. A primeira delas, enchendo o primeiro reservatório, que é o de Areias.

Foi o primeiro reservatório cheio, nos 15 km de canal, em fase pré-operacional. Ele disse que serão realizados vários testes de bombeamento. No eixo Norte, há a perspectiva de em breve jogar água nos primeiros 45 km. A estação de bombeamento já se encontra pronta, com os últimos detalhes da parte elétrica sendo feita. "O que está faltando é um pequeno trecho da linha de transmissão, para poder ser concluído para energizar a estação", disse.

Cada local dessas estações funciona em um prédio de quase 20 metros. Com isso, são montados grandes equipamentos hidromecânicos, que são as bombas, além das subestações, que vão alimentar diariamente essas subestações de bombeamento. Segundo o ministro, trata-se de obras grandiosas e complexas, feitas por meio de uma parceria do Ministério da Integração com a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).
A garantia se baseia nas atividades interruptas dos operários na Região Sul do Estado. No trecho de Jati, mais de 400 pessoas estão trabalhando na obra, a maioria delas, jovens da própria região e do município. (Foto: Elizângela Santos)

No momento, estão em execução duas estações de bombeamento, uma delas concluída e as outras duas em mais de 70%. Quanto ao atual momento de seca no em vários Estados do Brasil, inclusive no Sul e Sudeste, ele afirma que se está vivenciando um momento de seca generalizado. No Nordeste há três anos, no Sudeste, com alguns meses de seca a ponto de estar faltando água em São Paulo. Cerca de 70% da água do Rio São Francisco vem de Minas Gerais e 20% do serrado baiano. "Na região mineira não tem chovido bem. Isso é natural que aconteça, mas não é de uma recorrência tão grande como as secas do Nordeste, que são recorrentes", explica.

De acordo com o ministro, o momento do Rio São Francisco é episódico. A realidade da bacia hidrográfica tem sido outra, com boa recarga na região montanhosa de Minas, acredita-se que a partir de chuvas deste início de novembro, o Rio São Francisco poderá ter um início de vazão. Segundo ele, como esse é o momento de testes no projeto, o bombeamento para um pequeno trecho não interfere em nada a disponibilidade hídrica que tem no Rio São Francisco hoje.

Ele destaca que houve um estudo feito com muita profundidade por vários organismos do Estado brasileiro, Ministério da Integração, Agência Nacional de Água (ANA), para execução do canal. Francisco Teixeira admite que esse projeto não interfere na indisponibilidade hídrica do Rio São Francisco, na geração de energia e nem água da Bacia para os diversos usos. "O rio já viveu esse momento há 80 anos, e quando volta a chover o rio volta a sua normalidade", completa.

Fique por dentro

Serviços estão concluídos em 65 por cento

Quase 65 por cento das obras do Projeto da Integração do Rio São Francisco estão concluídas, conforme o Ministério da Integração Nacional. Com turnos de 24 horas de trabalho há quase um ano, continua em andamento a construção de um dos reservatórios no Cariri, em Jati. Com 35,3 por cento de execução física da obra, será a primeira área a receber as águas do Canal de Transposição do velho Chico no Estado do Ceará. O Ministério da Integração Nacional (MIN) adiantou que até o fim do ano, a pretensão é chegar a 70 por cento de conclusão do projeto. De acordo com a última medição realizada, em agosto deste, havia 64,6 por cento de execução. A meta é que todas as etapas da obra, iniciada em 2007, sejam concluídas até o final de 2015.

Mais informações:

Ministério da Integração Nacional
Esplanada dos Ministérios,
Bloco E
Brasília (DF)
Telefone: (61) 3414-0138/ 0195

Fonte: Diário do Nordeste

domingo, 2 de novembro de 2014

A Festa de Finados


Dom Orlando Brandes
Arcebispo de Londrina (PR)
Dia 2 de novembro é um dia marcante, porque é a festa da imortalidade e da ressurreição. É uma recordação da vida de quem já peregrinou neste mundo e agora alcançou a plenitude de seus desejos e esperanças. Aqui somos companheiros de viagem, lá seremos convidados das núpcias do Cordeiro. A melhor despedida é esta: “até nos revermos no céu”.

Não é fácil meditar sobre a morte, pois, estamos diante de um mistério. Experimentamos a mortalidade do corpo e a imortalidade da alma. Estamos cada vez mais despreparados para morrer. Mesmo sendo um fenômeno universal e uma experiência existencial, não é fácil reconciliar-se com a verdade da morte. É forte nosso instinto de conservação, nosso desejo de viver mesmo sabendo que vamos morrer. “Só não morrem as flores de plástico” (T. Eliot).
A morte hoje é um tabu, algo que escondemos, camuflamos, afastamos como se fosse algo proibido e perigoso. Poucos morrem em casa, o luto saiu da moda, afastamos as crianças do enterro, os profissionais da saúde são os que assistem os moribundos.
A humanidade tomou duas posições diante da morte. A primeira atitude é render-se ao nada, ao vazio, ao absurdo. A segunda opção é a crença na reencarnação. Todavia há uma terceira via que não é filosófica, mas, teológica. É a fé na ressurreição de Jesus Cristo e de todos os filhos de Deus. A morte foi redimida, Jesus morrendo “matou a morte.”
Eis o que escreve Paulo apóstolo: “Semeado corruptível, o corpo ressuscita incorruptível; semeado desprezível, ressuscita glorioso; semeado na fraqueza, ressuscita cheio de força; semeado corpo animal ressuscita corpo espiritual” (Cf. I Cor – 15,42-44).
A morte, na fé cristã, é uma experiência pessoal, uma passagem, um parto e uma porta para uma nova fase da vida. “Meu fim é o meu início” (A. Grünn). A vida não é tirada, é transformada. Felicidade, luz, paz, plenitude, alegria, glorificação, constituem a realidade da vida após a morte, na comunhão dos santos e na visão de Deus face a face. Ao morrer somo abraçados pelo Pai, entronizados na comunhão dos santos, coroados pela Santíssima Trindade, glorificados com Jesus, enriquecidos com a herança da salvação.
Os santos e pessoas de fé atestam: “O dia da minha morte, será o dia mais glorioso da minha vida”. Lembremos de Santa Terezinha que dizia: “ Não morro, entro na vida”. Belíssimo testemunho de fé é o de Madre Leônia que dizia: “Minha morte será um feliz pôr de sol”.
Para Jesus, a morte foi o retorno ao Pai, a entrega amorosa de si, o supremo ato de amor, a hora da glorificação. Conheci um padre que carregava na pulseira do relógio, esta frase: “ A morte é certa, a hora é incerta”. Morrer para viver.
Nosso viver é também um caminhar para o morrer. Como uma mulher grávida se prepara para o parto, como a gente se prepara para uma festa ou a chegada de uma visita, assim, precisamos nos preparar para a nossa hora derradeira. É assim que rezamos na Ave Maria: “agora e na hora de nossa morte, rogai por nós”.
O céu é nossa pátria e paraíso. Lá somos esperados e nos uniremos aos amigos, aos parentes, aos antepassados na comunhão dos santos. Diz Santo Agostinho: “ caminha e canta, ama, corre, suspira pela pátria. Lá não há inimigo, não morre o amigo, as lágrimas serão enxugadas, estaremos felizes e tranquilos na visão, na beatitude, na pátria”. Lembremo-nos que aqui somos peregrinos e que o melhor nos espera. O que nossos mortos são hoje, nós seremos amanhã. “Quero morrer para estar com Cristo”, dizia Paulo Apóstolo. Sabemos pela fé que o amor, o bem, as boas obras, não passam, mas nos acompanharão, serão a chave da porta do céu, o passaporte para a glória. Os justos como estrelas brilharão. Não precisaremos da luz do sol nem da lâmpada, pois, Deus mesmo será a luz, será tudo em todos. A ordem é esta: “entra na alegria do teu Senhor”. (Cf. Mt 25, 23).

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Abertas inscrições para o IV Simpósio Internacional sobre o Padre Cicero

Pesquisadores do Brasil e do exterior estarão reunidos, de 17 a 21 de novembro no Cariri, para participar do IV Simpósio Internacional sobre o Padre Cícero, que acontece em Juazeiro do Norte, e deverá reunir cerca de mil participantes inscritos, pesquisadores e intelectuais de vários países e estados brasileiros. A temática central será “E...Onde Está Ele”, que faz referência ao prosseguimento dos estudos voltados ao aprofundamento da temática sobre um dos sacerdotes mais polêmicos da história do Brasil. As inscrições para o evento continuam abertas na Universidade Regional do Cariri (URCA), por meio do site da instituição, que é www.urca.br.
Os interessados podem ser inscrever para participar das palestras até o próximo dia 10 de novembro. Já os trabalhos podem ser inscritos para apresentações durante o evento, até a próxima quinta-feira, dia 30. Segundo os organizadores, já há um grande número de participantes inscritos e os maiores pesquisadores sobre o Padre Cícero e religiosidade do Nordeste e especificamente no que diz respeito aos fetos de Juazeiro estarão participando, a exemplo da escritora norte-americana, Candace Slater, além da pesquisadora Luitigarde Barros, professora Dra. da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

O lançamento do simpósio aconteceu no último mês de setembro. O evento terá a sua abertura no Memorial Padre Cícero, local emblemático que marcou a realização das três primeiras edições que trouxeram importantes mudanças na forma de pensar o Padre Cícero, a religiosidade popular no Nordeste e no País, os romeiros, e o relevante papel dos beatos e beatas, em específico, Maria de Araújo, protagonista do milagre do sangramento da hóstia ofertada pelo sacerdote, em 1889.

A Reitora da URCA, Professora Otonite Cortez, ressalta o papel da academia dentro desse contexto de estudos relacionados à religiosidade, principalmente no que diz respeito ao fenômeno da religiosidade que representa o Padre Cícero. Já o Bispo Diocesano, Dom Fernando Panico, destacou a presença do sacerdote, a partir da vida do homem mais simples, a fé do povo, ao mesmo tempo em que citou a academia como elemento importante para buscar o aprofundamento desses estudos.

Parcerias estão sendo realizadas no sentido de garantir o sucesso do evento, que terá sua continuidade após a abertura, no auditório do campus Crajubar da URCA. O simpósio constará de conferências, mesas redondas, grupos de trabalhos, lançamento de livros, apresentações artístico-culturais, oficinas, além de visitas guiadas e feira dos Municípios. A conferência de abertura será proferida pela irmã Annette, com o tema “Pe. Cícero e a Igreja na Contemporaneidade”. Ela será a presidente de honra do simpósio.

O evento contará ainda com o Professor Dr. Marcelo Camurça, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Guy Martini, da Rede Global de Geoparks, da França, entre outros estudiosos do Brasil e países principalmente da Europa. A programação cultural constará de apresentações de grupos da cultura popular, documentários, exposições de esculturas em madeira e xilogravura e caminhada cultural.

Mais informações:
Universidade Regional do Cariri – URCA
Pró-Reitoria de Extensão
Campus do Pimenta
Crato – CE
Telefone: (88) 3102.1200